Artigos - A tempestade perfeita.
Thumb_storm_over_city-wallpaper-2560x1600__1_ Qua, 07 de Outubro de 2015, 17:29:31

A tempestade perfeita.

"Quando houver sangue nas ruas, compre propriedades”

Barão de Rothschild

A citação da máxima do Barão de Rothschild pode soar um pouco exagerada para algumas pessoas sobre o momento que estamos vivendo no país, mas a verdade é que estamos passando por uma grave crise institucional, política, econômica e social. E nesse momento, estamos atravessando o que podemos chamar de “a tempestade perfeita” no mercado imobiliário, onde poucas pessoas possuem liquidez para investir e existe uma grande oferta de boas oportunidades em imóveis. Mas somente para quem possui instrumentos para avaliar de forma precisa a dinâmica do mercado, em geral, e do imóvel, em particular, pode vencer nesse cenário.

A realidade do mercado mudou. Me lembro que a pouco mais de 3 anos uma grande construtora estava lançando um empreendimento ao lado da Arena do Grêmio, em Porto Alegre, eram 7 torres com centenas de unidades residenciais em um bairro que não oferecia nenhum atrativo – muito pelo contrário, era no meio de uma área de favela - senão a proximidade do novo estádio do tricolor.

Foi então que um amigo e investidor pediu para que eu o ajudasse a negociar 10 unidades residenciais no empreendimento. De pronto o aconselhei a não comprar, posto que um dos princípios para se criar a demanda é a escassez e o que sobrava no empreendimento era oferta. Você imagine a situação, comprar para depois revender 10 unidades na planta, presumindo que a euforia da valorização do período de boom seria eterna e sendo que você teria a concorrência da própria incorporadora com os lançamentos das outras torres(era a primeira), além de dezenas de outros “investidores” que tiveram a mesma e brilhante idéia. Isso é aquela tal da “exuberância irracional”, onde nos períodos de boom as pessoas especulam selvagemente o mercado, em um efeito manada, pensando que estão colocando o seu dinheiro no lugar certo. A única certeza nisso tudo é que quando a festa acaba, elas ficam em uma grande ressaca!

Pois bem, mesmo assim, depois de muita insistência por parte do meu amigo para pelo menos avaliar a oportunidade, entrei em contato com a construtora. Para minha surpresa me disseram que não poderiam contratar as dez unidades, mas no máximo 3, isso se sobrasse alguma após o final de semana de vendas. Estavam escolhendo os clientes. Barganhar preços por estar investindo pesado? Nem pensar, existem centenas na fila esperando! Sorte do meu amigo!

Escrevo isso para exemplificar como estava o mercado no pico do boom imobiliário. A forte demanda somada ao crédito abundante, taxas de juros razoáveis e a capacidade de pagamento dos compradores, levou a esse estado das coisas onde os incorporadores dominavam o mercado. Praticamente tudo que se lançava no mercado era 100% vendido, desde que tivesse um mínimo de razoabilidade.

Esta situação mudou radicalmente por alguns fatores, como o excesso de oferta em determinados segmentos de mercado (motivadas pelo caixa cheio das companhias de capital aberto), falhas de gestão de incorporadoras com estouro dos custos e parcerias regionais ineficientes, o aumento dos preços acima da capacidade de renda do público-alvo (gerado pela demanda artificial de especuladores), o aumento das taxas de juros, o desemprego crescente e a inflação, mas principalmente pelo pessimismo instaurado a partir da crise criada pelos nossos governantes.

Como diria o mega-investidor Warren Buffet “compre quando os outros estão com medo, venda quando os outros estão gananciosos”. Agora o mercado virou e quem dita as regras é o comprador e o investidor. Algumas incorporadoras estão enforcadas pelos altos estoques (leia-se passivo) e muito investidores que acreditavam que iriam vender com valorização, ou estão tendo que tomar os financiamentos não planejados, ou estão distratando. Com isso, todo o mercado está passando por um amadurecimento com a liquidação dos estoques em grandes feirões e uma grande frenada nos lançamentos. Estamos presenciando o final de um ciclo.

O lado bom é que existem excelentes oportunidades nesse cenário, para quem possui liquidez. Mas os incorporadores não vão ficar sufocados para sempre. Na medida que forem desovando os estoques e colocando o caixa em dia, a janela de oportunidade vai passar. Essa é a “tempestade perfeita” para o investidor de imóveis.

Comentários

Artigos

Acompanhe quem mais entende sobre o mercado imobiliário e ouça o que temos para te dizer. Contamos com a sua participação e os seus comentários!

Veja todos os artigos.

Thumb_e04d1d545228177e7260c07ac5dad95d

Qui, 03 de Dezembro de 2015, 12:26:10

O investimento porco-espinho.

Entenda o conceito da parábola "A raposa e o porco-espinho" para conseguir preservar o seu patrimônio e construir riqueza protegida da inflação.

Thumb_storm_over_city-wallpaper-2560x1600__1_

Qua, 07 de Outubro de 2015, 17:29:31

A tempestade perfeita.

Entenda o que está acontecendo no mercado imobiliário e as grandes oportunidades que estão surgindo!

Thumb_1222

Qua, 01 de Abril de 2015, 08:52:22

A hora da compra!

E se eu te disser que podemos estar em um dos melhores momentos para quem deseja adquirir um novo imóvel?

Thumb_2020

Sex, 20 de Março de 2015, 18:22:10

Entendendo a nossa paisagem urbana.

A nossa arquiteta Maria Eduarda Kwitiko traçou um panorama interessantíssimo sobre os motivos que engessam a nossa criatividade e liberdade urbanas.

Thumb_2020

Sex, 23 de Janeiro de 2015, 22:54:25

A febre das tulipas.

Seja você um corretor imobiliário, investidor ou apenas um interessado sobre o tema, todos deveriam conhecer essa que se tornou a primeira bolha de todos os tempos.